BlackBerry 10 and the older BlackBerry Tablet OS for PlayBook is based on QNX. Might look at flashing

it to a better ROM, but need to do some reading first. Couldn't get a video signal . After all, our temperature tests showed that the new GPU was actually cool enough to run 3D games with the fan set to the absolute minimum! Another 4HUMANKNOWLEDGE.COM 4humanknowledge.com name to her long list of ex-lovers!
Notícias — 15 fevereiro 2012

A violência tem sido uma preocupação em todo o Brasil. O tema também é pauta na Assembleia Legislativa (AL) do Amapá, que aprovou na sessão desta segunda-feira (13), projeto de Lei criando a Semana do Desarmamento, instituída na primeira semana do mês de abril. “O objetivo do projeto é conscientizar os cidadãos amapaenses a respeito da importância do tema em todas as esferas da sociedade, para que a própria população possa participar ativamente do combate à violência em nosso Estado”, justifica o deputado Keka Cantuária (PDT), autor do projeto,

A Semana do Desarmamento será um evento anual, coordenado pelo Poder Executivo, onde serão desenvolvidas ações educativas com auxílio das instituições públicas de ensino e outros setores da sociedade. Entre as ações, serão distribuídos pelo Estado, postos de arrecadação de armas de fogo, inclusive armas caseiras e de brinquedos. A orientação nos postos de arrecadação se dará por meio da Polícia Militar, Polícia Civil e Secretaria de Estado da Educação. “Recentemente, um caso que chocou a opinião pública onde um jovem entrou em uma escola e efetuou dezenas de disparos matando varias crianças e ainda, deixando outras gravemente feridas, fez a sociedade repensar sobre a politica de desarmamento no País”, comentou o Keka Cantuária.

Segundo o deputado a questão da violência precisa ser constantemente combatida, e a instituição da Semana do Desarmamento promoverá ações educativas, realização de eventos, simpósios e seminários. “Oportunidade em que os Poderes do Estado juntamente com a sociedade civil e demais entidades interessadas discutirão medidas acerca do tema; bem como a devida implementação”, explica.

Dados do Ministério da Saúde indicam que mais de 35 mil brasileiros morreram, em 2010, vítimas de armas de fogo. O número pode chegar a 38 mil se forem considerados os suicídios, acidentes e mortes de intenção indeterminadas. “Esse número não é compatível ao de um país em desenvolvimento. Dizer que arma serve para segurança do cidadão é ignorância ou má fé. 90% dos casos do uso de arma de fogo por pessoas não autorizadas se traduzem em desastres”, afirmou o deputado.


Texto: Everlando Mathias/ASCOM/ALAP

Related Articles

Share

Sobre o Autor

gustavo